segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Artigo - Estudo sobre o Termo Marya e sua relação com Jesus (Yeshua)

ORIGINAL ARAMAICO PROVA 
ACIMA DE QUALQUER DÚVIDA QUE YESHUA É O ETERNO
Quando ler o Novo Testamento, alguém pode ficar confuso.  Parece haver “duas pessoas” que tem divindade e ambas são chamadas ‘Senhor”.  Geralmente, ‘SENHOR’ e ‘senhor’ são usados, para distinguir estas ‘duas pessoas’.  Verdadeiros cristãos que tem o Espírito Santo(eu explicarei isto posteriormente, tendo como base a Escritura), sabem que Yeshua (Jesus) É Deus, elas sabem que estas ‘duas pessoas’ são apenas uma, que Yeshua (Jesus) é a manifestação de Deus não um Deus/Pessoa/Senhor.
            É justificada esta diferenciação de ‘SENHOR’ e ‘Senhor’ para referir a “Deus Pai” e “Deus Filho” respectivamente?  Pode bem ser em grego, como palavras diferentes podem ser usadas em grego.  Mas isto é irrelevante, como os textos gregos são meramente traduções da Peshitta.  Então nós olhamos para a Bíblia Lamsa, uma das traduções da Peshitta mais populares.  Infelizmente, a mesma distinção está lá, ‘SENHOR’ e ‘Senhor’ são usados, para diferenciar Deus de Yeshua (Jesus).  Entretanto, frequentemente a mesma palavra é usada para ‘SENHOR’ como ‘Senhor’!  infelizmente, Lamsa, que era contra a trindade e que tentou manter a sua versão na mesma linha da KJV, escolheu traduzir a palavra para ‘SENHOR’ como ‘Senhor’(o que é desastroso!) em versos que falam sobre Yeshua (Jesus).  Então basicamente, há versos no Novo Testamente original, onde não é feita distinção entre Deus e Yeshua (Jesus).

Yeshua (Jesus) é MarYah

Esta palavra é ‘MARYAH’.  MarYah literalmente significa Mar(Senhor) Yah(nome de Deus no singular).  YHWH, indubitavelmente Yahweh, é um dos nome de Deus.  מריא (MarYah) é um nome composto feito de מר (Senhor) e יא  (“Ya”, a forma curta aceita da palavra aramaica YHWH).  YHWH é plural, enquanto Yah é singular.  Grupos diferentes de judeus e outros semitas no tempo de Yeshua (Jesus), chamaram Deus por nomes/títulos diferentes, e um deles era ‘MarYah’. 
            Nos Evangelhos das Escrituras originais aramaicas, ‘MarYah’ é frequentemente usado para descrever Deus.  Nós sabemos que se refere a Deus, como historicamente é um dos nomes pelo qual Ele é chamado, e nos Evangelhos, antes do nascimento de Yeshua (Jesus), nós vemos frequentemente que Deus é chamado de ‘MarYah’.  Posteriormente no Novo Testamento, ‘MarYah’ é usado para descrever Deus também.
            Aqui há uma chave crucial omitida no grego:  então é Yeshua (Jesus)!  Em muitos versos do Novo Testamento Yeshua (Jesus) é chamado de ‘MarYah’, um nome SOMENTE usado para Deus.  Estes versículos estão espalhados por toda a Escritura também, não somente centralizado e causado por má compreensão ou algo semelhante.  Todos os escritores do Novo Testamento SABIAM que Yeshua (Jesus) é Deus, então não é uma surpresa encontrá-lo sendo chamado ‘MarYah’ em muitos livros diferentes.
            A Peshitta não deixa NENHUMA DÚVIDA que Yeshua (Jesus) era o próprio Deus, manifesto em carne.  Agora que você pode entender que “o SENHOR” e “o Senhor” são a mesma ‘pessoa’, o mesmo Deus, deixe-nos examinar alguns versículos que chamam Yeshua (Jesus), ‘MarYah’, um nome indubitavelmente usado SOMENTE para Deus. 
            A Peshitta declara ousadamente em Lucas 2.11 que Yeshua (Jesus) é Senhor-Yah ou SENHOR. 
            “Pois hoje na cidade de Davi vos nasceu um Salvador, que é o Senhor-Yah o Messias.
            Outras versões não são claras acerca de que é o Senhor.  Mesmo a Bíblia Lamsa que eu acho tremendamente útil e superior as Bíblias que tem como base o grego, não está livre de corrupção.  Como declarado acima, quando descreve Deus Pai, Lamsa traduz consistentemente a palavra aramaica por SENHOR, מריא (MarYah), como ‘Senhor’.  Entretanto, quando a palavra refere-se a Yeshua (Jesus), ele traduz como ‘Senhor’, tentando mostrar que eles são duas entidades separadas.  Entretanto, a Peshitta Original declara que Yeshua (Jesus) é מריא o SENHOR.
             Lamsa:  “Porque neste dia vos nasceu na cidade de Davi um Salvador, que é Messias o Senhor.”
            KJV:  “Porque neste dia na cidade de Davi vos nasceu um Salvador, o qual é Messias o Senhor.”
            Peshitta(traduzida):  “Porque hoje na cidade de Davi vos nasceu um Salvador, que é Senhor-Yah o Messias.”

            Mais exemplos onde a Bíblia diz-nos que Yeshua (Jesus) é ‘MarYah’
            Primeiro, aqui está Lucas 2.11 na Peshitta, em aramaico:
אֵתִילֵד לכוּן גֵּיר יַומָנָא פָּרוּקָא דּאִיתַוהי מָריָא משִׁיחָא בַּמדִינתֵּה דּדַוִיד
Tradução:  “Porque hoje na cidade de Davi vos nasceu um Salvador, que é Senhor-Yah o Messias.”
            Aqui está I Coríntios 12.3 no original aramaico:
            Nota: se você pode ler aramaico, comece de baixo, e leia da direita para a esquerda. 
מֵטֻל הָנָא מַודַּע אנָא לכוּן דּלַיתּ אנָשׁ דַּברוּחָא דַּאלָהָא ממַלֵל וָאמַר דַּחרֵם הוּ יֵשׁוּע וָאפלָא אנָשׁ מֵשׁכַּח למאִמַר דּמָריָא הוּ יֵשׁוּע אֵלָא אֵן בּרוּחָא דּקוּדשָׁא

Tradução (Lamsa): “Portanto, eu quero que vocês entendam que nenhum homem falando pelo Espírito de Deus chama Yeshua (Jesus) de anátema; e que nenhum homem pode dizer que Yeshua (Jesus) é o Senhor exceto pelo Espírito Santo.”
Nota:  como explicado, ‘Senhor’ aqui deveria ser substituído por ‘SENHOR’ ou ainda melhor, ‘Senhor-Yah’.
Este versículo é particularmente interessante, como ele parece proclamar que se alguém realmente acredita que Yeshua (Jesus) é Deus, então ele tem o Espírito Santo.  Você poderia supor que o contrário é verdadeiro também.  Então quão vital é este estudo!
Agora eu apresentarei muitos versos da versão Lamsa do Novo Testamento aramaico.  A maioria deste versos referem-se a Yeshua (Jesus)(os outros se referem a Deus), e usam a palavra ‘MarYah’, então tudo o que você deve fazer é substituir ‘Senhor’ por ‘SENHOR’ ou ‘Senhor Yah’.  Repentinamente, estes versos significam muito mais que na tradução Lamsa ou nas versões baseadas no grego!
Mateus 22.43  Então lhes disse, como pois Davi, no Espírito o chama Senhor?  Porque ele diz,
Mateus 22.45  Se Davi então o chama de Senhor, como ele pode ser filho dele?                                     
Marcos 12.29  Yeshua (Jesus) lhe disse:  o primeiro de todos os mandamentos é, ouve, oh Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor;
Nota:  em Marcos 12.29, ambas ocorrências de ‘Senhor’ é ‘MarYah’.
Lucas 2.11:  “Porque hoje na cidade de Davi vos nasceu um Salvador, que é Senhor-Yah o Messias.”
Atos 10.36  Porque Deus enviou a palavra aos filhos de Israel, pregando paz e tranqüilidade por Yeshua (Jesus) Messias; ele é o Senhor de todos.
Romanos 14.9  Porque para este fim Messias morreu e voltou a vida, e ressuscitou para ser Senhor de ambos: mortos e vivos.
I Co. 8.6  Para nós há um só Deus, o Pai, de quem vem todas as coisas e por quem nós vivemos; e um Senhor Yeshua (Jesus) Messias, por quem são todas as coisas, e nós por ele.

Exemplos (da tradução Lamsa) onde Yeshua (Jesus) é “d’MarYah”
            O “d” em “d’MarYah” é proclítico, o qual é uma frase proposiocinada que liga ao começo da palavra.  Ela parece que é parte da palavra, mas na verdade não é.  O “d” em “d’MarYah” o pode significar de, que, o qual, quem, etc, baseado no contexto.  Isso já é levado em consideração na tradução, então como exposto acima, somente substitua a palavra ‘Senhor’ por ‘SENHOR’ ou ainda melhor (e mais preciso), substitua-a por Senhor-Yah.  Como TODOS  estes versos se referem a Yeshua (Jesus), quando corrigidos, esses versos tem um significado totalmente novo!
Mateus 3.3  Porque era ele de quem havia sido dito pelo profeta Isaias, a voz do que clama no deserto, preparai o caminho do Senhor, e endireitai as sua veredas.
Lucas 3.4  Como está escrito no livro das palavras de Isaias o profeta, a voz do que clama no deserto, preparai o caminho do Senhor, e endireitai as sua veredas.
Atos 2.36  Portanto que toda a casa de Israel saiba asseguradamente que Deus fez este mesmo Yeshua (Jesus), a quem vocês crucificaram, ambos Senhor e Messias.
Atos 2.38  Então Simão disse-lhes, arrependei-vos e sede batizados, todos vós em nome de Yeshua (Jesus) para remissão de pecados, afim de que vós possais receber o dom do Espírito Santo.
I Co.11.27  De modo que qualquer que comer do pão, ou beber do cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor.
I Co. 11.29  Porque aquele que come e bebe indignamente come e bebe para sua condenação, porque ele não discerne o corpo de Messias. 
I Co.12.3  Portanto eu quero que vocês entendam que nenhum homem falando pelo Espírito de Deus chama Yeshua (Jesus) de anátema; e que nenhum homem pode dizer que Yeshua (Jesus) é Senhor exceto pelo Espírito Santo.
Fp.2.11 E toda língua confessará que Yeshua (Jesus) Messias é Senhor, para Glória de Deus seu Pai.

Yeshua (Jesus) é Alaha
Como se essa revelação de MarYah não fosse suficiente, ainda há mais.  Os antigos judeus frequentemente chamavam Deus de “Elohim” (plural) ou “Eloha”(singular).  Os falantes de aramaico comumente chamam Deus de “Alaha”, o equivalente do hebraico Eloha. 

Romanos 9.5
KJV: “De quem são os Pais, e dos quais conforme concernente a carne Messias veio, o qual é sobre tudo, abençoado por Deus para sempre. Amem.”

NVI:  “Deles são os patriarcas, e por eles é traçada a linha ancestral humana de Messias, o qual é Deus sobre tudo, para sempre louvado! Amem.”

Nota:  Note a ironia aqui que a “Trinity Bible” (ela contem o Comma Johanneum), a KJV, brinca com a gramática do grego, mudando o sentido, enquanto a NVI (frequentemente vista como se opondo a divindade de Yeshua (Jesus)) é fiel ao grego e proclama a divindade de Yeshua (Jesus). 

Do grego em Romanos 9.5 (ambos Bizantino e Alexandrino), nós temos a impressão de que Yeshua (Jesus) é Deus, como a palavra é Θεος (theos).  Grupos como as Testemunhas de Jeová gostam de pontuar que theos/theon não significa “o Deus”, mas “um Deus”, assim “provando” que Yeshua (Jesus) não é Deus.  O aramaico lança luz neste verso, como sempre.
וַאבָהָתָא ומֵנהוּן אֵתחזִי משִׁיחָא בַּבסַר דּאִיתַוהי אַלָהָא
            A palavra traduzida como “theos” no grego, é אַלָהָא, “Alaha”.  Mais uma vez a Peshitta torna claro que Yeshua (Jesus) é Deus.

Romanos 9.5 (Peshitta, traduzida) :  “E do meio deles é visto/revelado o Messias em carne, o qual é Alaha.”
A versão aramaica do livro de Judas, não é tão direta quanto Romanos, mas ainda mostra que Yeshua (Jesus) é Alaha.”

Enquanto falando sobre Alaha, é dito que eles:  “negam que somente ele é Senhor Alaha e Senhor Yeshua Messias.  
            Isto claramente fala sobre um ser que é “Senhor Alaha” e “Senhor Yeshua Messias”. Este verso deixa claro que Yeshua (Jesus) é Alaha.

            As traduções de Etheridge e Murdock concordam:
Etheridge:  “Porque certos homens obtiveram entrada, os quais no princípio eram condenados; homens depravados, os quais a graça de Aloha torna-se em lascívia, e ele que é o único Senhor DEUS, nosso Senhor Jeshu Meshiha, negam.”

Murdock:  “Porque alguns tem obtido entrada, os quais no princípio antecipadamente estavam sob esta condenação:  homens maus, que perverteram a graça de Deus para impureza, e o negam o qual é o único Senhor Deus e nosso Senhor, Yeshua (Jesus) o Messias.”
            
 O grego é tão claro?  Não, o grego permite ambigüidade (com o texto Alexandrino omitindo Deus).
KJV:  “Porque há certos homens que se introduziram em dissimulação, os quais foram ordenados há muito tempo para esta condenação, homens ímpios que transformaram a graça de Deus em lascívia e negam o único Senhor Deus, e nosso Senhor Yeshua (Jesus) Messias.”
NVI: Porque certos homens cuja condenação foi escrita há muito tempo tem secretamente se infiltrado entre vocês.  Eles são homens sem Deus, que mudam a graça do nosso Deus em licença para a imoralidade e negam que negam Yeshua (Jesus) Messias nosso único Soberano e Senhor.
Grego Bizantino: 
και τον μονον δεσποτην θεον και κυριον ημων ιησουν χριστον αρνουμενοι

Lê-se aproximadamente “...e negando o único Deus mestre e nosso Senhor Yeshua (Jesus) Messias”
Grego Alexandrino: ...και τον μονον δεσποτην και κυριον ημων ιησουν χριστον αρνουμενοι
Lê-se aproximadamente: “...e negando o único mestre e nosso Senhor Yeshua (Jesus) Messias”
O Bizantino não é tão claro como o aramaico em mostrar que Yeshua (Jesus) é Deus.  É inescapável no aramaico.  Mas o Alexandrino é ainda mais culpado no geral em omitir “Deus”, não deixando nenhuma possibilidade para uma interpretação de que Yeshua (Jesus) é Deus. 

A trindade e a Miltha

Quanto ao tópico da trindade, como os textos gregos mais antigos, na Peshitta falta a famosa frase (a Vírgula Johanneum) de I João 5.7 da KJV, “Porque há três que dão testemunho no céu, o Pai, a Palavra e o Espírito Santo:  e estes três são um.”  Esta foi uma adição posterior, como os manuscritos primitivos do NT grego e aramaico testificam. 
Mas há muito mais maneiras intrigantes nas quais a Peshitta lida com “assuntos da trindade”.
João 1.1 é provavelmente um dos versos da Bíblia mais mal-compreendidos. 
João 1.1
KJV:  “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus.”
NIV:  “princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus.”
Ambos trinitarianos e “crentes unicistas (termo teológico. Não me recordo como falamos isso em português)” afirmam que esta é uma prova que Yeshua (Jesus) é Deus.  Isto é claro no grego bem como no aramaico.  Ambos grupos tem notavelmente interpretações diferentes deste verso que eles usam como base para sua doutrina.  Trinitarianos acreditam que este verso mostra que Yeshua (Jesus) é outra pessoa de “Deus Pai”, como a “Palavra” estava COM Deus, enquanto também ERA Deus.  Entretanto, os trinitarianos enfrentam um desafio, na apresentação de “Deus”.  Ambos exemplos de “Deus” no verso são a mesma palavra, “theos” nos textos gregos Bizantino e Alexandrino, e “Alaha” na Peshitta.  Se eles substituírem “Deus” por “Deus Pai” , então João 1.1 declara que Yeshua (Jesus)(indubitavelmente, “a Palavra” como crido por ambas correntes) é o Pai, o que anularia a doutrina da trindade.  Então, eles podem evitar isto e substituir “Deus” por “trindade”.  Isto causa seus próprios problemas, como então você tem “Yeshua (Jesus) estava com a trindade”.  Isto poderia significar que há quatro pessoas.  Você também teria “e Yeshua (Jesus) era a trindade”, significando que Yeshua (Jesus) não é somente o Filho, mas também o Pai e o Espírito Santo.
“Crentes unicistas” explicam que o verso não fala de diferentes pessoas de Deus, antes de diferentes manifestações de Deus.  Portanto, eles evitam um problema que o trinitariano tem, quando se depara com este verso.  Em referência a “e Yeshua (Jesus) era a trindade”, muitos crentes não tem problema, uma vez que eles acreditam que Yeshua (Jesus) é o Pai, o Filho e o Espírito Santo.  A crença deles pode ser explicada em detalhe por tais passagens que dizem para batizar em nome (um nome, não dois ou mais) do Pai, do Filho e do Espírito Santo, enquanto os apóstolos em Atos, batizam em nome de Yeshua (Jesus) tantas vezes. 
Como o original aramaico afeta este verso?  Enquanto o grego diz “logos”, “a Palavra”, o aramaico diz “Miltha”.  Miltha é uma das palavras que são mais mal-traduzidas, uma vez que não há palavra equivalente em inglês.  Algumas dos seus possíveis significados inclui “Palavra”, “substancia” ou “manifestação”.  A última possibilidade parece apoiar a teoria dos crentes unicistas, pois a manifestação pode ser “separada” e a “mesma”, simultaneamente.


Fonte: Artigo traduzido por Marcio Moret, do original em inglês.




7 comentários:

allabatera disse...

Que maravilhoso estudo, akh Nyudraá! Gostaria de reproduzi-lo no meu site e na minha comunidade da Peshitta; eu poderia fazê-lo???

Fábio Franco Senhorinho disse...

meu querido me perdoa oq vc colocou la em cima é hebraico e não aramaico eu comecei a estudar o amarico-etiope em 95 fui terminar em 98 são 3 mistura de lingua aramaico- arabe e hebraico vc pode imaginar como é duro enteder etnia e sintaxe de linguas seu estudo é bom mas vc escrever em hebraico e dizer que é aramaico é demais




Rodrigo Altafinn disse...

@Fábio Franco, obrigado pelo comentário, na época 2010, nao tinha ainda as fontes unicode em Siriaco, pois isso foi utilizado essa fonte (aramaico sim!), na qual o senhor erroneamente chama de hebraico...rs que na verdade se o senhor retomar os estudos que parou lá em 98 vai ver que essa escrita utilizada aqui e que hoje é a escrita adotada em Israel como Hebraico, é uma escrita de origem aramaico (bingo!) na qual era/é conhecido como Ktav Ashuri (escrita assiria). Então é isso.

Fábio Franco Senhorinho disse...

como nao tinha em 98 as fonte ja estava disponivel no site da igreja ortodoxa etiope de tewahido e da igreja siriaca oriental entao é eu que fiquei atrzado a me esqueci que vc começou 5 ano mais tarde na realidade quem aprendeu a dirigir por mais dificil que seja nunca esquece vc diz que eu errei me diz qual foi a primeira lingua? nao foi o arameu? antes disso só especulação ninguem sabe nem eu sei vai dizer que é o hebraico os judeus podem dizer qualquer coisa mas saber qual era a verdadeira lingua niniguem sabe e não adianta me dizer ao contrario quero prova aprova mais cabivel é o aramaico ou caldaico ou caldeu agora de resto só especulação se não adulteraram as escritura é tantos tradutores copista e muitas ideologias

Fábio Franco Senhorinho disse...

na realidade o hebraico é uma variante do aramaico lembra o texto escritural mais debatido Yegga-Shaaduta,o monte que testemunha e galeede monte de pedra

Fábio Franco Senhorinho disse...

obs eu nao parei o estudo eu terminei em 98 ate pq nao existia curso de aramaico como não existe ainda quem sabe o eterno levante um

Fábio Franco Senhorinho disse...

a eu ia me esquecendo eu ainda tenho um cd antigo de fonte aramaicos se vc quiser o cd eu comprei na em portugal fiz uma pequena viagem vc sabe panaela velha é que faz comida boa